Sub…quê?

Quanto à questão do “subprime”, de per si e visto isoladamente não é catastrofico, nem nunca foi. O mercado subprime só representa menos de 2% do mercado hipotecário norte-americana, e desses 2%, apenas 15% entraram em default. O problema que se viu, e se vai continuar a ver na minha opinião, chama-se liquidez. Ou pelo menos a ilusão da mesma. Empilhou-se divida em cima de divida, investiu-se em activos de longo prazo com recurso a divida de curto prazo, na premissa de, de 3 em 3 meses se fazer o roll-over, ou seja ir buscar mais divida para pagar a divida do periodo anterior. Ora na minha terra isso chama-se um esquema de Ponzi. Mais elaborado é certo, com estruturados, CDOs, ABCPs e outras siglas caras, mas um jogo de Ponzi na sua essencia. E como qualquer jogo de Ponzi, corre muito bem enquanto os activos que deste como colateral valorizam. Ou seja as casas.

Os mercados monetários ainda nao acalmaram. Os spreads aumentaram e vao aumentar. Tendo em conta que a maior parte das empresas tem os balanços alavancados com divida a taxa variavel a 6 meses isso não me parece muito bom. Os bancos estão a vender os 200Bn$ em divida prometida a LBOs/M&As a “discount”, para se desfazerem daquilo do seu balanço. E, sinceramente, quando se começa a ler que “este é um novo bull market” [Bespoke Investment Group e McKinsey] ou quando más noticias são motivo para comprar acções[UBS/Citi/etc] eu preocupo-me.

Quanto aos “pelintras dos americanos”. Não digo que são pelintras, mas que estão hiper-endividados estão. E enquanto a Asia continuar a reciclar o seu super-avit da balança comercial de novo em dólares, na sua maioria canalizados para o mercado obrigacionista americano, os USA podem dar-se ao luxo de correr defices gemeos com poupança negativa. É o equivalente a um cartao de crédito platina com plafond ilimitado. Pelo menos até ao dia.

Olhem a Asia: Hang Seng subiu 25% num mês. Sustentável? Shangai continua a fazer máximos históricos numa bolha que mais faz lembrar o Japão nos anos 80, e todos sabemos o que aconteceu ao país onde, a certa altura, o m2 ao pé do palacio imperial valia mais que Manhattan inteira.

Acredito que aja mais ganhos este ano, mas também acredito que vamos dar um tombo e apetece “vender” mas ai lembro-me sempre de keynes:
“Os mercados conseguem ficar irracionais mais tempo que os investidores solventes”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s