O preço do Congresso dos EUA é: 150 mil milhões de dólares

Foi este o valor que foi “adicionado” à proposta do Plano Paulson – em apoios e baixas de impostos – de modo a faze-lo passar na Camâra dos Representantes. Como já disse aqui, este plano vai ter muitas “consequências não pretendidas”!

Tal como expliquei, este plano não só não cura nada, como oferece incentivos para um key player no mercado interbancário de papel comercial (fundos monetários) a não voltar lá, como ainda vai aumentar as taxas de juro de médio e longo prazo.

Mas, não se esqueçam que é aqui que a maior parte das famílias e empresas têm os seus créditos (ao contrário de Portugal). Por exemplo, a AT&T (uma das maiores operadoras de telecomunicações americana) tem cerca de 70 por cento da sua dívida em prazos mais longos. Também não se esqueçam que, se estas taxas subirem, empresas que dantes tinha um mero problema de liquidez (a afectar a sua dívida de curto prazo, como por exemplo a AT&T) passam agora a ter um problema de solvência e desalavancagem, porque a parte mais “longa” do seu passivo começa a custar cada vez mais, comprimindo ainda mais o balanço!

Os americanos estão com Equity Negativa (devem mais na hipoteca do que o valores da casa), ou seja, não têm poupança nenhuma e estão a pagar créditos com créditos. Globalmente, aquela economia paga as suas dívidas (e juros dessas mesmas, ao que a coisa cresce em exponencial) com dívida de médio e longo prazo. Criar-se incentivos para uma convergencia entre estas taxas e as mais curtas (no sentido das primeiras se aproximarem às últimas, que estão a explodir) é a última coisa que se quer fazer!

A única lógica do Plano Paulson, na minha humilde opinião é a seguinte:

A Reserva Federal está no limite do seu balanço (isto é já um facto, tiveram inclusivamente de ser recapitalizados). Ou seja, em português, não podem continuar a mandar as coisas para debaixo do tapete (leia-se, as operações de conversão destes derivados em obrigações do tesouro) sem começar a imprimir notas (expandir o balanço para além do seu limite). Mas isso quer dizer “quantitative easing”, ou seja, perdesse o controlo à taxa de juro (tal como aconteceu no Japão, anos 90).

Este bailout, numa forma mais retorcida, é mais um bailout à Reserva Federal do que a Wall Street!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s