O dilema do prisioneiro…

Mais uns planos, mais umas ajudas, e os mercados não “desbloqueiam”…

A questão aqui é que enquanto a Reserva Federal não se deixar de varrer tudo para debaixo do tapete e não repôr a informação, ou seja, responder de vez à pergunta “Quem é liquido e quem é solvente”, vamos continuar nesta “agonia”.

E ela é contagiosa: arriscamo-nos a tornar empresas com meros problemas de liquidez em empresas insolventes. Por exemplo? O Royal Bankof Scotland e o Barclays. Parece a idade do gelo nos mercados de crédito de tão congelados que estão porque ninguém diz quais os bancos americanos que estão tecnicamente abaixo da linha de água.

Mas estes não falam e a Reserva Federal cobre! O problema é que eles aprenderam (durante 20 anos) a não falar…

Economia de 1º ano: Dilema do prisioneiro.

Dois prisioneiros são interrogados em separado. Não passa a informação. Se ficarem calados, apanham 1 ano os dois. Mas se um falar e o outro não, o que fala sai, o que não fala apanha 10 anos. Logo, falam os dois. O mercado não funciona!
Daqui se costuma retirar: “O estado é necessário, o mercado não funciona sozinho aqui…”

Mas o dilema tem solução (infelizmente isto não é ensinado na licenciatura, tem que se ser “geek” e ler papers )
REPETIÇÂO DE JOGOS: Se repetirem n jogos, criam um sistema de “feedback de erros”. O erro faz as vezes da informação. Ao fim de poucos jogos os prisioneiros aprendem: deixam de falar!

É isto que se passa com os bancos: O problema aqui é que, como se interferiu com o sistema de feedback de erros [Salvasse sempre os bancos, baixasse sempre as taxas de juro, mantem-se sempre o crédito a crescer no matter what], deu-se a informação errada e eles “aprenderam”, tal como os prisioneiros: NÂO FALEM!

Se ninguém falar, o contribuinte salva o dia, e nenhum deles apanha a pena (falencias). O problema é que, se ninguem falar, os outros mercados perdem informação e os investidores tornam-se avessos ao risco, e param!

Ninguém empresta dinheiro a um banco, com medo de acertar num dos insolventes. Na dúvida, mais vale ficar quieto…

Continuar a baixar as taxas de juro não faz nada (como têm dito que o BCE devia fazer)! O problema não é induzir os agentes a “consumir”, é induzir os bancos a emprestar, e a única maneira de o fazer é induzir os agentes do mercado de papel comercial a emprestar aos bancos!

Logo, a solução não é continuar a atirar dinheiro à parede, mas sim repor a informação a circular. Neste caso, responder de uma vez por todas à pergunta do momento: “Quem é que está iliquido e quem é que está insolvente”!

2 thoughts on “O dilema do prisioneiro…

  1. Alexandre diz:

    Reforçando o teor deste post, aqui vai o que se pode ler no naked capitalism:

    “Are Central Banks Making Libor WORSE?”
    Equity analyst and market commentator James Bianco of Arbor Research e-maileda a discussion of the breakdown of interbank lending to us along with a few others, His note illustrates a point made by FT Alphaville a couple of weeks ago that we have harped on since, namely, that central banks’ efforts to provide liquidity to the money markets are not simply ineffective, but in fact counterproductive.

    Bianco has put together a tidy and cogent analysis. He was looking for further insight and comment, so I hope readers with some perspective will speak up in comments.

    From James Bianco (boldface his):

    The Fed’s massive and numerous liquidity facilities are making things worse. The problem is more than banks unwilling to lend to each other, they are also unwilling to borrow from each other. Banks can get all the funding they need (and then some) from their central bank so they do not need to seek a loan from another bank. I believe it has gotten so bad that they don’t even bother to make a decent market for inter-bank loans anymore. No reason to, they don’t need them anymore as central banks have replaced them.

    We can see this in the recent movement of 3-month USD Libor. See the following table.

    It breaks down the 16 reporting banks for USD Libor during October. These banks are listed on the chart below the table. These 16 banks report their 3-month inter-bank lending rate to the British Bankers Association or BBA. The BBA calculates a Trimmed Mean by throwing out the four highest and lowest and averaging the eight in the middle (“Trim Mean” on the table below near the bottom). This is how they arrive at the Libor measure we anxiously await every morning (called “Posted Libor” in bold on the table below near the bottom).

    Notice the huge spreads from bank to bank (see “range” in red near the bottom of the table). They suggest this is not a real market anymore. Real markets do not have this wide a variation. If it was a real market, these banks would have rates all similar to each other (click to enlarge).

    To give you an idea of how the current variation between reporting banks is “off the charts”, see the following charts. Prior to August 2007, it was unusual if the variation between the highest and lowest reporting bank was more than 1 or 2 basis points. Now it is regularly above 100 bps. As we like to say, a number so big no one understands it (click to enlarge).

    Too much central bank liquidity has destroyed the inter-bank lending market. This would be an “inside baseball” issue for the banking system except Libor is the benchmark for the “real economy” to get a loan. Libor is written into contracts and we have no good substitute. If Libor is screwed up, then the real economy pays because it needs Libor to get a loan.

    This also means the market’s new favorite idea of having G7 countries guarantee all inter-bank loans will do nothing. If enacted, banks would still be missing an incentive to use the inter-bank loan market because they can get all the funding (loans) they need from their neighborhood central bank and at a much lower rate.

  2. Boas Berrio,

    O problema é que é tarde de mais para responder à questão “Quem é que está ilíquido e quem é que está insolvente”. E porquê? Porque, certamente, mais de 20% dos bancos Americanos e Europeus estão tecnicamente falidos. Essa é a verdade dura e crua. Chegou-se a este estado de coisas como todos sabemos por laxismo, desregulamentação, ganância, ignorância, etc…

    Agora é tempo de salvar o sistema financeiro para evitar uma DEPRESSÃO. É isso que os BC’s estão a fazer e bem, na minha opinião.

    Abraço,

    Dax Speculator

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s